sábado, 31 de dezembro de 2011

Cachorro é deixado preso dentro de carro em shopping de SP


Um cão da raça poodle, de 11 anos, ficou preso dentro de um carro no estacionamento coberto do Shopping Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, na tarde dessa sexta-feira (30). A dona do animal, Guta Oliveira, disse ao G1 ter deixado o cachorro dentro do veículo com o ar condicionado ligado. Ela foi chamada pelo sistema de som do shopping, mas disse não ter ouvido a mensagem. O cão, cujo nome é Leo, passa bem, segundo Guta.



Frequentadores do shopping acionaram a Polícia Militar e se mobilizaram em redes sociais por conta do episódio. Heloísa Foganholi, 32 anos, contou que quando chegou ao estacionamento, por volta das 16h15, o animal estava deitado. "A gente queria arrombar o carro. Mobilizamos todo mundo", disse ela.



Segundo Heloísa, um casal que chegou por volta das 13h40 já havia avisado sobre o cão preso no veículo. Dona de dois cães, a mãe de Heloísa, Neusa Carvalho Azambuja Nunes, disse estar revoltada. "Tem de ter respeito com os animais", afirmou.



O soldado da PM Emerson de Oliveira Lima disse que a polícia foi acionada às 15h30 e localizou o veiculo às 16h25. Às 17h10, com autorização do delegado de plantão, um chaveiro abriu o carro para retirar o animal. "Não tinha nenhuma fresta de vidro aberta. Quando abri a porta, o cachorro estava todo suado", afirmou.



A dona do animal disse que o cachorro ficou cerca de três horas dentro do carro. Ela chegou depois que o chaveiro havia aberto o veículo. A mulher foi conduzida até o 27º Distrito Policial para prestar esclarecimentos.

O casal de clientes que foi ao shopping por volta das 15h trocar cupons promocionais disse ao G1 que viu uma aglomeração de pessoas em volta do carro e pensou tratar-se de um acidente। "A gente viu o cachorro lá dentro e se preocupou", contou a mulher, que não quis se identificar. "O cachorro estava lá dentro e a gente ficou lá perto tentando achar uma solução. Os policiais explicaram que iam tentar esgotar todas as possibilidades", afirmou. Segundo ela, ao chegar perto do veículo, a dona do carro se assustou a ver a situação. "Elas se assustaram também. Contaram que tratam bem do cachorrinho e que têm costume deixar o animal dentro do carro", afirmou.



G1.com.br

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir