sexta-feira, 31 de julho de 2009

Chuva de granizo mata 300 garças e deixa outras 150 feridas

Cerca de 300 garças foram encontradas mortas em São José dos Campos (SP). Outras 150 ficaram feridas por causa da chuva de granizo que atingiu a cidade essa semana.

A área verde do condomínio empresarial BRP é usada como dormitório das aves. Todo fim de tarde elas vão para o local. E na terça-feira(28) foram surpreendidas pela chuva. Muitas tiveram ferimentos nas asas e já não podem voar. Os funcionários ficaram impressionados com a cena. “Como foi bem na hora que elas chegam no local, elas não tiveram tempo de reação”, disse o administrador do condomínio, Giuliano de Paula.

As aves foram recolhidas e enterradas no aterro sanitário de São José dos Campos. Mas como são animais ariscos, poucos puderam ser resgatados. Aqueles que deixaram os veterinários se aproximar foram trazidas para um zoológico da cidade.

São 25 aves que receberão cuidados especializados. A maioria tem fraturas e não devem voltar para a natureza. “A tendência é a amputação dessas asas, sempre acima do foco de fratura, o voo é uma condição biológica destes indivíduos, mas não uma necessidade de sobrevida para o animal”, explicou o veterinário, João Mattos.

Elas vão passar a noite em um ambiente coberto e aquecido, para amanhã serem avaliadas. Junto com as garças, estava um gavião. Ele estava com a asa e o olho machucados. “Se for uma caso de fratura exposta também, será feita uma amputação e ele vai ficar em uma situação de cativeiro”, disse o veterinário.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente disse que, por lei, esse tipo de caso é tratado por órgãos estaduais, como a Polícia Ambiental. O município ofereceu um carro para auxiliar os trabalhos.

No município de Piratininga, em São Paulo, 37 vacas morreram quando um raio caiu no pasto durante uma tempestade. Elas foram enterradas em uma vala no próprio pasto.

Fonte: VNews

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir