quarta-feira, 2 de junho de 2010

200 pássaros silvestres são soltos em Aquiraz

A ação, coordenada pela superintendência do Ibama no Ceará, fez parte das comemorações da Semana do Meio Ambiente. Em uma fazenda em Aquiraz, as aves, apreendidas pelo instituto, voltaram a voar

Os pássaros foram soltos em uma fazenda cadastrada pelo Ibama (Foto: IANA SOARES)

Depois de morarem em pequenas gaiolas e serem comercializados ilegalmente em feiras de todo o Estado, cerca de 200 pássaros silvestres puderam voltar a voar livremente, na manhã de ontem. A superintendência do Ibama/CE realizou a soltura das aves em uma fazenda de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. A ação faz parte da comemoração da Semana do Meio Ambiente, que segue até o próximo sábado, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente.

O superintendente do Ibama/CE, João Juvêncio, diz que a ação é uma oportunidade de conscientizar as pessoas para que evitem a compra de animais silvestres. ``Fazemos soltura o ano inteiro. Agora, na Semana do Meio Ambiente, queremos sensibilizar as pessoas e dar um retorno, mostrar para onde vão os animais apreendidos``, afirma.

Segundo Juvêncio, os animais apreendidos pelo Ibama/CE são soltos apenas em propriedades cadastradas pelo órgão. ``É preciso que os criadores garantam a segurança dos animais para que eles não voltem a ser capturados``, diz. No Ceará, somente dez áreas estão habilitadas para receber esses bichos. Uma delas é a fazenda na qual foi feita a soltura na manhã de ontem. O superintendente lembra ainda que, antes de serem devolvidos à natureza, os animais são tratados no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas). ``Como são animais vindos de comercialização irregular, perdem a capacidade física. Precisamos recompor a alimentação deles``, afirma.

O chefe de fiscalização do Ibama, Rolfran Ribeiro, diz que 138 dos quase 200 pássaros silvestres chegaram ao instituto na última semana a partir de uma apreensão da Polícia Federal, em Canindé.

Aos poucos, o canto dos passarinhos soltos começou a ecoar pela fazenda. O proprietário, Lourival Assunção Tavares comemorava a ação. ``Isso é uma festa pelo meio ambiente``. A fazenda tem viveiros onde são criados pássaros e mamíferos. Equipes de biólogos e veterinários cuidam dos animais. ``Eles chegam debilitados. Aqui são cuidados e até se reproduzem``, diz. Tudo com autorização e acompanhamento do Ibama.

Enquanto os pássaros ganhavam a liberdade, o analista ambiental do Ibama, Rômulo George Silveira, se transformou no palhaço Bem-te-vi para lembrar que todo animal comercializado ilegalmente é maltratado. A ideia era conscientizar os alunos do 1º ano da escola Telina Matos Pires, que visitavam a fazenda na manhã de ontem.


NÚMEROS

16
MIL rEAIS É O TOTAL GASTO PELO IBAMA POR MÊS PARA MANTER OS ANIMAIS NO CENTRO DE TRIAGEM DE ANIMAIS SILVESTRES (CETAS).

E-Mais

>O Ibama recebe, todos os meses, cerca de 400 animais silvestres. A maioria & aproximadamente 300 & chega ao órgão através de apreensões.

>Até maio, 2.090 animais chegaram ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama. 87% eram aves.

>O chefe de fiscalização do Ibama/CE, Rolfran Ribeiro, informou, durante a ação de soltura das aves, que 15 macacos-prego foram soltos, também na manhã de ontem, na região da Ibiapaba.

>Além disso, segundo ele, nas próximas semanas devem ser soltos três gatos
do mato, duas onças pardas e uma cobra coral em área isolada do Estado ainda não escolhida.

>O Ibama gasta R$ 16 mil mensalmente para manter os animais no Cetas. No Dia Mundial do Meio Ambiente (sábado, 5), o Ibama realizará a queima de redes caçoeiras.

> Denúncias sobre a posse e o tráfico de animais silvestres pelo telefone: (85) 3272 1600.
O Povo

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir