sexta-feira, 26 de março de 2010

Animais correm risco de extinção na África

Animais raros, incluindo chimpanzés e gorilas, estão sendo caçados até a extinção devido a níveis recordes no consumo de carne de caça, de acordo com novo estudo।

Uma pesquisa realizada na bacia do Congo, na África, descobriu que mais de três milhões de toneladas de carne de caça vêm sendo extraídas da área todos os anos, o equivalente a assassinar 740 mil elefantes.

Os animais caçados, na maioria, são antílopes pequenos ou roedores, como porcos-espinho, porém mamíferos grandes como macacos ou até gorilas também são caçados.


Macacos correm risco de extinção (Foto: AFP/GETTY)


O estudo publicado no Mammal Review descobriu que as taxas de caça estão mais altas do que nunca . Numa área de 500 milhões de acres ao redor da bacia do Congo, abrangendo cerca de oito países, a caça atingiu níveis altos demais.

Pesquisadores do Overseas Development Institute calcularam que apenas na área são exportadas 3,4 milhões de toneladas de carne de caça, o equivalente ao peso de 40,7 milhões de homens।

John Fa, chefe conservacionista da Durrel Wildlife Conservation Trust e professor visitante do Imperial College London, disse: “Isto é um absurdo. As pessoas estão tirando animais raros da floresta em escalas enormes e sabemos pouco sobre eles”.

Ele alertou que a caça também está destruindo habitats e predadores, como leopardos, que não sobrevivem sem suas presas.

Com informações do Telegraph UK

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir