sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Burocracia européia condena 54 milhões de animais ao envenenamento e morte

Uma revisão da lei europeia que regula o uso de substâncias químicas pode resultar no uso de 54 milhões de animais em mais testes de toxicidade. A notícia saiu de uma reunião onde cientistas sugeriram uma atualização das normas de segurança da União Europeia. Os números são vinte vezes mais altos do que previamente antecipados, com custos seis vezes mais elevados. As empresas terão que analisar a toxicidade de químicos que datam de antes da era de testes mandatórios sob a legislação da REACH, que entrou em vigor dois anos atrás.

A British Union Agains Vivisection, que luta contra o uso de cobaias, condenou categoricamente o anúncio. “Nós estamos pasmos que 54 milhões de animais vão sofrer e morrer nestes testes de toxicidade. Nós somos a favor que se aumente o orçamento para testes alternativos. Existe falta de investimento na área e parte do problema também são os obstáculos massivos que são postos no caminho dos testes não-animais, obstáculos que os testes com animais nunca tiveram que enfrentar”.

A Buav estará presente no World Congress on Alternatives and Animal Use in the Life Sciences (Congresso Mundial Sobre Alternativas e Uso de Animais nas Ciências da Vida) em Roma que acontece entre os dias 30 de agosto e 03 de setembro.

Fonte: BUAV

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir