segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sea Shepherd tem agora poderoso barco para enfrentar baleeiros japoneses


Independentemente dos resultados alcançados pela CBI, Comissão Baleeira Internacional, reunida em Funchal, Ilha da Madeira, Portugal (22 a 26 de junho), uma coisa é certa: os ativistas em defesa dos animais saem da reunião mais que satisfeitos. O que os levou a essa alegria toda talvez não fossem os resultados burocráticos e cheios de interesses, mas sim o anúncio pelo Sea Shepherd, o mais radical defensor das baleias, de que o barco futurista e recordista de circum-navegação Earthrace irá combater os baleeiros japoneses na próxima temporada.
O Earthrace
É o barco mais moderno e rápido do mundo. Construído em 2004 na Nova Zelândia com o objetivo de bater o recorde de circum-navegação, é um barco completamente diferente do usual. Possui um design completamente inovador e consome somente biodiesel. Foi feito para superar as condições do mar de maneira completamente diferente, submergindo nas ondas maiores, evitando que a estrutura seja danificada e também perder velocidade. Com 24 metros de comprimento e pesando 23 toneladas quando cheio de combustível, o Earthrace pode navegar com uma tripulação de apenas quatro pessoas. Já foi testado em ondas de mais de 12 metros com ventos de 40 nós e bateu o recorde de circum-navegação em 60 dias, 23 horas e 49 minutos. Com essas qualidades e sua grande velocidade, torna-se um instrumento perfeito para interpor-se entre as baleias e os arpões dos navios japoneses.
Uso do Earthrace pelo Sea Shepherd
Para quem não sabe, o Sea Shepherd, comandado pelo capitão Paul Watson, é a organização em defesa dos animais mais radical do mundo. Enquanto organizações conhecidas como radicais, como o Greenpeace, colam cartazes em lugares inusitados ou navegam com pequenos barcos em frente às baleeiras japonesas, o pessoal do Sea Shepherd simplesmente parte com seus navios para o abalroamento dos navios japoneses, com grande risco e causando milhões em prejuízos aos japoneses, isto sem contar a parte legal, quando as empresas de pesca japonesas tentam processar os ativistas radicais. Assim, quando foi anunciado pela referida entidade que para a próxima temporada de caça será usado o Earthrace, foi mesmo uma grande surpresa e motivo de alegria para os defensores das baleias, pois pelo visto os acordos nunca são respeitados, só restando aos defensores o uso da força.
Quando Paul Watson deu a notícia de que pode adquirir e juntar o Earthrace ao SS Steve Irwin, navio atual, para combater as baleeiras na próxima temporada, foi mesmo uma surpresa. Claro que a notícia foi dada do lado de fora da conferência, pois Watson não pôde entrar nesta. “Nós o usaremos para interceptar e obstruir arpões”, disse o capitão Paul Watson.
O Earthrace perderá sua cor alumínio e será pintado de preto, a cor do Sea Shepherd, e será a mais poderosa arma já vista num movimento de defesa dos animais. Mas, segundo o capitão, o barco em si não será a arma principal, mas sim as câmeras de vídeo usadas para mostrar o pouco caso que os japoneses fazem dos tratados e do mundo. O navio Steve Irwin também receberá tratamento especial para reparos na forma de $500.000, pois saiu danificado em conflitos com os japoneses no início do ano.
Dentro da conferência
Os japoneses que vêm descumprindo a moratória de 1986, caçando todos os anos mais de 800 baleias, alegando sempre a mesma desculpa de “fins científicos”, pediram à Austrália para impedir que o navio Steve Irwin deixe o porto no próximo verão antártico, mas claro que seus argumentos não serão levados em consideração. Japoneses reclamaram ainda da Nova Zelândia com referência ao Earthrace, o que de nada vai adiantar.
Assim, além da já acirrada opinião mundial em defesa das baleias, das inúmeras organizações defensoras, se junta contra essa caça sem sentido e ilegal uma arma poderosa no sentido de cativar ainda mais a opinião mundial, a vontade férrea e a coragem do capitão Paul Watson e o futurístico Earthrace, algo que jamais se esperava que viesse a contribuir para a causa da natureza e da defesa dos animais.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir