domingo, 28 de junho de 2009

A saúde nos frutos


Os frutos exercem uma grande influência sobre o nosso organismo, pois contêm princípios activos, ricos em vitaminas, extraídos da polpa, da casca e até mesmo do caroço que constituem uma fonte de bem-estar. Para além de conterem poucas ou nenhumas proteínas ou gorduras, são um grande recurso de energia que provém da grande quantidade de hidratos de carbono que se encontra, normalmente, sobre a forma de frutose e de glucose.
LaranjasAs laranjas são famosas por serem ricas em vitamina C - essencial para a saúde. Ao contrário do que é habitual na fruta, as laranjas fornecem folato, uma vitamina B, que pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e espinha bífida nos bebés. Mas as suas propriedades medicinais permitem muito mais. Para além de prevenir gripes e resfriados, desintoxica o organismo, permite um bom funcionamento dos intestinos e tem a capacidade de manter as gengivas fortes e saudáveis.
MaçãsAs maçãs desempenham um papel importante no nosso bem-estar, não apenas pelas vitaminas, minerais e fibras que fornecem, mas também pelos antioxidantes adicionais que contêm. Como tal, é válido afirmar que actuam como adstringentes dos órgãos. Assim, o seu consumo regular pode ajudar a baixar os níveis elevados de colesterol e reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Quando maduras, são usadas pelas suas propriedades laxantes. No tempo dos Romanos eram usadas para tratar sintomas de palpitações e melancolia.
PêssegosCom origem nas montanhas do Tibete e da China, os pêssegos foram cultivados pela primeira vez em 3000 a.C. Por volta de 2000 a.C. chegaram à Grécia e o resto da Europa não tardou em beneficiar nutritivamente deste fruto. A sua macieza torna-o ideal para tratar inflamações agudas do estômago. No entanto, a presença de antioxidantes como os carotenos, flavonóides e vitamina C, fazem dele uma importante "ferramenta" no combate às doenças cardiovasculares, à gengivite, à infertilidade masculina e à tensão arterial alta.
AbacateO abacate apesar de ser um fruto é na maioria das vezes associado aos legumes, uma vez que é muito utilizado na culinária. De textura macia e sabor suave, pode ser usado para fazer molhos ou sopas frias. A polpa e a gordura do abacate são, há muito, empregues em cuidados de beleza, no tratamento da pele, fama que advém da sua riqueza em vitamina E e A. Pensa-se que alguns dos seus componentes químicos estimulam a produção de colagénio, que ajuda a suavizar as rugas, conferindo à pele um aspecto fresco e saudável.
AlpercesO alperce teve origem na Ásia Ocidental e espalhou-se pela Europa por intermédio dos Árabes. O seu sabor doce provém da elevada proporção de hidratos de carbono e sacarose que contém, e a cor da sua polpa e casca deve-se a um pigmento antioxidante - o betacaroteno. Tradicionalmente são recomendados para tratar doenças pulmonares, como a asma, para prevenir a cegueira nocturna e diminuir o risco de cancro do estômago e do pulmão.
UvasEste fruto é um alimento refrescante e energético, tradicionalmente usado para tratar problemas como a artrite e o reumatismo. Pela sua variedade de fitonutrientes, nomeadamente pela grande quantidade de potássio, as uvas também são usadas para aliviar a retenção de líquidos e a micção dolorosa. Mas o poder medicinal deste fruto, nomeadamente o seu sumo, produz efeitos positivos nos distúrbios hepáticos, como a hepatite e a icterícia.
AnanásAs propriedades medicinais do ananás foram reconhecidas e exploradas pelos sul-americanos, que foram os primeiros a cultivá-lo. Eles usavam o seu sumo como digestivo e para manter a pele limpa. Por sua vez, os guerreiros aplicavam cataplasmas do fruto em feridas e usavam as folhas como ligaduras. Este fruto sumarento e perfumado está repleto de enzimas benéficas para o tratamento de coágulos sanguíneos susceptíveis de causar tromboses.
PerasNa medicina popular, as peras fazem parte da alimentação dos diabéticos, pois possuem um índice glicémico baixo. Por outro lado, têm a capacidade de manter estáveis os níveis de colesterol, porque contém bastantes fibras solúveis. Assim, as peras constituem um excelente snack ou uma sobremesa para as pessoas com o colesterol muito elevado. Mas a sua ingestão também permite aliviar a prisão de ventre e obstrução da vesícula.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir