terça-feira, 12 de abril de 2011

Tamanduá-mirim é espancado e jogado no lixo no Pará




Foto: naturezajpa


Um tamanduá-mirim foi espancado e jogado ainda vivo numa lixeira em Marabá, no sudeste do Pará। “É chocante presenciar tamanha violência gratuita com a vida de um animal inocente”, afirmou a veterinária Christina Whiteman, chefe do Núcleo de Fauna da Gerência Executiva do Ibama na cidade, que vem tentando, com uso de antibióticos, anti-inflamatórios, suplementos vitamínicos e alimentação especial, salvar a vida do pequeno mamífero desde o último final de semana, quando foi encontrado।


Um telefonema anônimo avisou o Corpo de Bombeiros dos maus-tratos. O animal foi achado agonizando e levado ao órgão. Agora, recebe tratamento veterinário, mas ainda corre grande risco de morrer. Segundo Christina, não há fratura evidente, mas o estado do animal, com várias escoriações pelo corpo, indicam que pode haver danos internos, principalmente, na cabeça.


O tipo de ferimento indica que ele pode ter sido ferido por paus ou pedras. “Infelizmente, não é o primeiro caso aqui na região”, lamenta a veterinária. Neste ano, um motorista foi visto ao atropelar propositadamente uma sucuri que passava lentamente pela estrada e os bombeiros salvaram outro tamanduá-mirim que estava sendo apedrejado por crianças.


“Estamos orientando a população que ferir animais é considerado crime pela lei। E reforçando que mesmo aqueles que possam oferecer risco não devem ser feridos ou mortos, como serpentes e jacarés. Em caso de risco, os bombeiros e órgãos ambientais devem ser chamados para retirada do animal”, indica Christina.


Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir