segunda-feira, 5 de abril de 2010

Ativistas pedem a abolição das experiências com animais na Espanha

Por Raquel Soldera

Pelo fim da tortura

A Associação em Defesa dos Direitos dos Animais (ADDA), juntamente com a Coligação Europeia para a Abolição das Experiências com Animais (CEAEA), pediu esta semana ao presidente da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, a abolição das experiências em animais.

Em uma coletiva de imprensa, que contou com a diretora geral da Coligação Europeia para a Abolição das Experiências com Animais, Michelle Thew, juntamente com membros da Associação em Defesa dos Direitos dos Animais, Manel Cases e Montserrat Paredes, anunciaram o objetivo de conseguir o fim definitivo “da morte e sofrimento atroz de milhares e milhares de animais”, nas palavras de Michelle Thew.

Experimento realizado com macacos (Foto: El Arca de Pitusa)

A diretora geral da Coligação Europeia para a Abolição das Experiências com Animais disse que tem lutado pelos direitos dos animais desde 1990, mas, apesar de terem conquistado melhorias, ainda há “muitas lacunas” que levam as empresas a continuar realizando experimentos com animais, como no caso dos primatas.

“Muitos ainda dizem que não há alternativas, ou que os animais passar por experimentos indolores, mas o público sabe que é tudo mentira”, disse ela.

De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Coligação Europeia para a Abolição das Experiências com Animais, 81% da população considera inaceitável a realização de experiências com animais, e 84% que pede o fim imediato dos experimentos, “sem exceção”.

É por isso que Michelle Thew pediu à Espanha que “deixe as coisas claras” e aproveite esta “oportunidade histórica” para salvar os animais, exigindo que se promova uma nova norma “totalmente clara e que reflita a opinião pública” para que o sofrimento dos animais tenha fim.

Esta nova norma não permitiria exceções e proibiria completamente as experiências em animais de qualquer tipo.

Manel Cases falou em nome da Associação em Defesa dos Direitos dos Animais, e disse que se sentia muito “orgulhoso” desta oportunidade, e que espera que a Espanha promova uma norma para ser usada de maneira “harmônica, sem confusão ou exceções”.

A Coligação Europeia para a Abolição das Experiências com Animais vem lutando desde 1990 para a revisão da norma relativa à proteção dos animais na realização de experimentos e tem 17 membros, que inclui a representação de 14 países: Espanha, Portugal, Croácia, Suécia, Finlândia, Reino Unido, Alemanha, Noruega, Holanda, Dinamarca, Bélgica, Irlanda, Itália, França, Alemanha, República Tcheca e Suíça.

Com informações de Europa Press

Fonte: ANDA

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir