quinta-feira, 16 de julho de 2009

Rede de Proteção Animal já tem mil animais cadastrados


Pixot, um cachorro de 12 anos, é o animal número 1.000 cadastrado na Rede de Defesa e Proteção Animal de Curitiba (PR). O registro de Pixot, mistura das raças lhasa apso e poodle, foi feito pela dona, a empresária Adriane Melo, que mora na Vila Isabel, em 13 de julho, assim que soube do serviço da Rede.
Os registros de animais domésticos podem ser feitos espontaneamente pela população pelo site http://www.protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br. O site foi lançado há um mês com o objetivo de facilitar o cadastro dos animais da cidade e divulgar serviços e ações da Rede.
Pelo site da Rede, é possível cadastrar o animal, com dados da idade, raça, nome e endereço do dono. Pixot tem 12 anos, e foi presente do pai Elton José da Rocha. Segundo Adriane, o cadastro a deixará mais tranquila. “Cuido muito bem dele, mas se alguma coisa acontecer vai ser mais fácil encontrá-lo”, destaca Adriane.

A empresária Adriane Melo e seu cachorro Pixot (foto: Orlando Kissner/SMCS)
Segundo o coordenador da Rede Marcos Traad, o número de registros é alto em relação ao tempo em que o site está no ar. “Vamos completar um mês no ar e já temos uma boa resposta da população”, diz. Além cadastro, o site serve para tirar dúvidas dos cidadãos, e até mesmo para denunciar casos de maus tratos.
A Rede de Defesa e Proteção Animal foi lançada pela Prefeitura em abril passado para melhorar a condição de vida da fauna da cidade, controlar a população de animais e estimular a guarda responsável. Outra novidade será a implantação de microchips de identificação nos animais domésticos. A partir de 1 de agosto próximo, estará disponível no site a lista de veterinários conveniados com a Prefeitura para implantar nos animais microchips de identificação definitiva.
O microchip facilitará a busca do bicho, no caso de desaparecimento, e do proprietário, no caso de abandono. Os chips serão adquiridos pela Prefeitura por concorrência pública, que está em fase final.
O site dedica um espaço especial para animais abandonados e estimula a adoção, divulgando o endereço de quatro instituições onde podem, ser adotados. Há ainda dicas de básicas de alimentação, higiene, atividades físicas e cuidados médicos, para que o dono conviva bem com o animal.
Fonte: Bem Paraná

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Receita da semana

Vídeo da Semana

Comercial do Mês

Vamos Refletir